sábado, 2 de maio de 2009

Meu passado inquietante

Talvez eu fosse,algo abater
de uma confusão que
pairava em minha
mente inquieta

Sentia eu no meu pobre
coração,e de me aperceber
do desanimo que eu sentia

Meus olhos não aceitavam
a realidade, mas seria que o
coração estaria pronto?

Claro! que estaria pronto sim.
não havia, outro remédio
que ter que aceitar, a minha
angustia era como nao poder
reviver tudo de novo .

Para aceitar , tal desilusão
claro! que teria que aceitar
não havia outro remédio
de desfolhar , a minha vida
como que se desfolha , as paginas
de um livro.

2 comentários:

Lidia Paz disse...

"Conta a Lenda que dormia
Uma princesa encantada
A quem só despertaria
Um infante, que veria
De além do muro da estrada."
De: Fernando Pessoa

Entre o sonho e a realidade,
nunguém desvenda nada,
vai segue o caminho,
que por Deus foi traçado.
Conta um conto e por fim
não entedemos nada,
vivemos cada dia,
como uma princesa
encantada. Bjs

casualidade disse...

Obrigada amiga, Lidia há uns 3 ans que nos encontra-mos num site, dizer kual, foi não será preciso, pork foste e és uma amiga virtual ke me vens visitar ao blog e deixas, sempre algo, para me transmitires.Pois era isso ke eu disse as pessoas deviam vir deixar algo, mas claro! ninguem é obrigado, é facultativo, era só esse comentário ke fiz , numa das postagens mas cada um, é como cada kual, ou seja: cada um tem a sua própria personalidade, meu blog esta aberto , axo ke fechar , não seria mto cortês da minha parte .Gosto ke venham aki sim e dizerem o ke sentem por akilo ke coloco, para o papel ou seja para blog, sinto-me contente, mas sentiria mais que dessem valor aos sentimentos feridos, o ke hoje é impossivél de fazer , mas eu tambem entendo, o prezado cibernauta .
Mas realmente tu kerida amiga tens tido mta paciência comigo, no msn, em dares os teus conselhos e por isso obrigado estou , por tdo kuanto no blog deixas